en de fr pt

Tempo para a criação: tempo para rezar pelo mundo e pelo meio ambiente

O comunicado conjunto da CEC, do CCEE e do ECEN por ocasião do tempo da Criação 2017

Os cristãos de todas as tradições reconhecem a criação como um dom de Deus. É por isso que somos chamados a cuidar dela e a administrá-la com responsabilidade. Convidamos todos a celebrar de 1 de setembro a 4 de outubro de 2017 o Tempo da Criação e o 1º de setembro como o Dia da Criação.

Vários desenvolvimentos recentes lembram-nos a crescente urgência que nos vem das contínuas mudanças climáticas, da perda de biodiversidade, do acumular de resíduos e de muitos outros desafios. Mesmo sabendo que existem várias causas para tudo isso, não podemos esquecer que parte do problema é devido ao nosso egoísmo, à falta de cuidado e à falsa compreensão do mundo como fonte de lucro.

A fé cristã e as respectivas tradições compreendem o cuidado pela criação como parte da visão cristã do mundo, como parte integrante da nossa fé. Isto foi destacado nas três Assembleias Ecuménicas Europeias em Basileia, Graz e Sibiu. A Rede Cristã Europeia para o Ambiente (ECEN) continua a trabalhar no espírito dessas recomendações.

Em 1989, o Patriarca Ecuménico Dimitrios convidou-nos a celebrar o Tempo da Criação. Esta iniciativa foi apoiada pela sabedoria cristã e pela experiência recolhida ao longo da história do cristianismo. No ano em que celebramos os 500 anos da Reforma protestante, lembramo-nos de Martinho Lutero e do modo como fala da criação, como ele disse: «Deus está, de algum modo, presente em todas as criaturas, mesmo nas flores mais pequenas», e continuou que mesmo «os animais são pegadas de Deus.»
Esta visão foi cultivada desde os primeiros tempos da Igreja Cristã. Muitos Padres da Igreja enfatizaram especialmente o vínculo intrínseco entre a criação e a humanidade. Máximo, o Confessor, para citar apenas um exemplo, sublinhou esse aspecto dizendo: «a pessoa humana une a natureza criada com a realidade incriada pelo amor». Gostaríamos de ressaltar novamente hoje o fato de que a ecologia ambiental não está separada da ecologia humana. O cuidado cristão pela criação está sempre ligado ao cuidado de cada um de nós como ser humano, criado à imagem e semelhança de Deus.
Esta certeza foi recentemente destacada pelo Papa Francisco. Na encíclica Laudato Si’ ele realçou: “Quando falamos de «meio ambiente», fazemos referência também a uma particular relação: a relação entre a natureza e a sociedade que a habita. Isto impede-nos de considerar a natureza como algo separado de nós ou como uma mera moldura da nossa vida.” (LS 139)

Neste espírito, convidamos calorosamente, como já o fizemos em anos anteriores, todos os cristãos europeus, as Igrejas membros da CEC e as Conferências Episcopais do CCEE, as paróquias e as comunidades eclesiais e todas as pessoas de boa vontade para participar no Tempo da Criação.

Celebraremos o Tempo para a Criação juntos, dentro das próprias tradições litúrgicas e sustentados pela comum fé cristã em Deus Criador. Apelamos a que cada um no seu ambiente de vida a ofereça orações e súplicas pelo dom da Criação.

P. Heikki Huttunen, Secretário geral da CEC
Mons. Duarte da Cunha, Secretário geral do CCEE
Rev. Dr. Peter Pavlovic, Secretário da ECEN

 
Service Kommunikatioun a Press . Service Communication et Presse
Äerzbistum Lëtzebuerg . Archevêché de Luxembourg

© Verschidde Rechter reservéiert . Certains droits réservés
Dateschutz . Protection des données
Ëmweltschutz . Protection de l'environnement